Monteiro Lobato

Monteiro Lobato | Maria Ana QUAGLINO

Maria Ana QUAGLINO

Resumo: Neste trabalho será analisada a primeira versão para a TV da literatura infantil de Monteiro Lobato, produzida para TV Tupi de São Paulo pelo grupo de teatro TESP, dirigido por Júlio Gouveia e Tatiana Belinky, nos anos 1950 e 1960. O programa de TV foi um desdobramento de um projeto de teatro infantil do grupo, apoiado oficialmente pela prefeitura de São Paulo, que tinha como objetivos: levar “teatro popular” para criança de todos os bairros da cidade e, através disso, “formar mentalidades sadias”. Tanto na TV como no teatro, Tatiana e Gouveia pretenderam utilizar o gênero “infantil” de teatro, uma novidade no Brasil de então, para inculcar “valores universais” que consideravam essenciais para futuros cidadãos.Na análise dos episódios do programa—feita a partir dos scripts, de fotos e de entrevistas, pois o mesmo não era gravado—, serão examinadas as representações de raça, gênero e identidade nacional presentes e estas serão contrastadas com aquelas da versão original de Lobato, na literatura. Através dessa análise, será explorado o processo de mediação ocorrido entre a versão original e a adaptação para a TV, onde Tatiana, Gouveia e seu grupo introduziram novos sentidos às representações de Lobato.

Confira tese completa